Select Page

Ano novo, hora de planejar para conseguir enfrentar o ano que começou e não ter surpresas no final dele. Trouxemos abaixo 7 dicas para te ajudar com essa tarefa:

1) Planeje

Liste seus ganhos, incluindo extras como bonificações e o 13° salário, e também todas suas despesas. Tudo deverá ser anotado pelo menos durante um mês, inclusive os mínimos gastos. Aproveite os diversos aplicativos e ferramentas disponíveis para te ajudar a organizar suas finanças, usar essas planilhas ou apps para celular tornam essa tarefa mais fácil.

2) Corte os gastos

Identifique e corte todos os gastos excessivos, que podem superar 30% de suas despesas. Grande parte destes gastos estão em pequenas coisas, como aquele café na padaria ou assinaturas.

3) Planeje seu orçamento para os presentes de Natal desde já

O fim de ano pode ser uma data pesada para seu bolso. Por conta dos presentes e compras da época, seu fim de ano pode sair caro se não for planejado corretamente. Um erro comum é não quitar quaisquer dívidas antes de ir às compras de final de ano. Lembre-se de seguir sempre um orçamento para os presentes.

4) Não se endivide

Toda e qualquer compra parcelada no cartão de crédito deve ser considerada dívida. Evite acumular estas parcelas, procure parcelar no mínimo de parcelas possíveis, mantendo sempre o valor dessas parcelas abaixo dos 30% do seu rendimento líquido. E, o mais importante, mude seus hábitos. Usar a função débito do seu cartão ou sempre pagar com dinheiro, à vista, é uma ótima forma de controlar gastos.

5) Evite usar o cheque especial

Faça de tudo para não usar seu limite do cheque especial. Esta linha de crédito está entre as mais caras, junto com os juros do cartão de crédito que acarretam caso você pague apenas a parcela mínima do mesmo. Caso não haja outra maneira, evite pagar o mínimo ou usar o cheque especial. Empréstimos pessoais são uma saída menos cara.

6) Prepare-se para o começo do ano que vem

O começo de um novo ano pode ser tão pesado quanto o fim do ano anterior. Despesas como IPTU, IPVA, matrícula escolar… comece a se preparar para janeiro com antecedência, poupando uma quantia todo mês para cobrir estes gastos do começo do ano. Guardar uma parte do seu 13° também é uma boa saída para não começar o ano já no aperto.

7) Analise a real necessidade de ter um carro

Como sabemos, carros não devem ser tratados como patrimônios, pois são nada mais do que bens de consumo. Uma conta simples que podemos fazer, é considerar o custo da manutenção de um veículo, incluindo seguro, combustível, mecânica, etc. é de 3% do valor deste. Um carro de R$45 mil custa pelo menos R$1350 por mês para ser mantido. Avalie sua situação e se o carro é o meio de transporte ideal para você.

Como sabemos, o começo de cada ano não é exatamente simples. Gastos acumulados do fim do ano anterior e novos gastos do ano novo vem à tona de uma vez, fazendo com que tenhamos que nos desdobrar para honrar todos estes compromissos. Porém, um bom planejamento evita maiores transtornos nesse momento, para que você possa aproveitar começo do ano e o carnaval sem maiores transtornos.