Select Page

Atualmente, mais de 70% das pessoas vivem dependendo de cada salário. Isso significa que por volta de 7 a cada 10 dos seus amigos, familiares, ou até você mesmo está vivendo em um jogo chamado “Será que consigo sobreviver até o próximo salário?” Mas o que é mais chocante ainda é que um artigo da CBS Money Watch descobriu que apenas um terço dos domicílios que ganham mais de US$75,000 ainda vivem de salário em salário.

O maior ponto disso é: Raramente este problema é relacionado a renda

Por isso, trouxemos as 4 maiores desculpas que as pessoas usam para não começar a viver sob um orçamento mensal.

1. Montar um orçamento é muito assustador

Montar e viver sob um orçamento não é nada assustador. Pode ser que você fique um pouco chocado após terminar seu primeiro orçamento, ao ver o que o seu dinheiro vem fazendo (ou não fazendo). Ver para quais empresas vai o seu dinheiro pode ser chocante, mas não é assustador.

2. Eu não sou bom com números

Essa é uma das desculpas mais comuns entre aqueles que sempre evitam confrontar esse assunto. Orçamentos não requerem conhecimento matemático além do básico, que aprendemos até a quinta série. Isto se dá, pois, o trabalho envolve apenas preencher uma planilha ou tabela, sem cálculos complicados no processo.

3. Mas eu não poderei comprar o que quiser, se começar a usar um orçamento

Diferente de um bebê que ainda usa fraldas, ninguém limpará sua bagunça na vida adulta. É extremamente importante entender esse fato da vida, pois se você estiver gastando sem limites, e principalmente usando crédito para comprar o que você quiser agora, simplesmente por não ter paciência de esperar até guardar dinheiro o bastante para realmente pagar pelo que você quer. Dito isso, você é o único responsável pelo seu bem-estar financeiro. E não confie no governo para cuidar de você, caso você não cuide de si mesmo.

4. Não tenho tempo para começar um orçamento

Quando você começar a montar sua planilha de orçamento, pode ser que demore uma ou duas horas para criá-la, pois você terá que pesquisar e analisar extratos bancários atuais e passados, contas passadas, gastos semanais ou até mesmo se reunir com sua família para falar de dinheiro. Ou seja, no pior dos casos, você gastará duas horas no primeiro mês. No mês seguinte, você gastará apenas metade deste tempo. No terceiro mês, levará menos de trinta minutos. Mais cedo ou mais tarde, você estará tirando 10 minutos do seu dia para criar seu orçamento mensal. Um adulto geralmente assiste 140 horas de televisão por mês, ou seja, não há desculpas.

Criar e manter um orçamento pode parecer um bicho de sete cabeças, por isso voltaremos a falar deste assunto em breve. Porém, com este artigo você já pode notar que começar a planejar seus meses por meio de um orçamento é extremamente fácil e te trará muitos benefícios a longo prazo.