Select Page

Liquide suas dívidas:

A palavra dívida vem sempre acompanhada da palavra “juros”, e é justamente por este motivo que exterminar qualquer dívida deve ser prioridade.

Despesas com juros são sempre altas e recorrentes, e isto te perseguirá todos os meses enquanto estes débitos não forem quitados. Não crie mais despesas ou investimentos neste período, para evitar criar novas dívidas. Nunca se endivide para quitar débitos antigos, a solução é economizar; corte despesas atuais e sempre procure seu credor para tentar renegociar.

Caso seja necessário pegar um empréstimo, evite bancos. Procure familiares e amigos de confiança, dispostos a te ajudar. Outra opção é o peer-to-peer lending, conceito de empréstimo entre pessoas físicas que está chegando ao Brasil. Esses métodos são muito mais vantajosos nessa situação, pois não acarretam os juros abusivos impostos por bancos e outras entidades.

Defina suas prioridades:

Uma casa na praia? Uma viagem ao exterior? Um carro novo? Uma aposentadoria confortável daqui trinta anos? É essencial ter prioridades e objetivos bem definidos a curto, médio e longo prazo, e se ater a eles. Um gasto desnecessário agora pode comprometer seu grande sonho no futuro. Ter foco nessas metas não só permite um melhor planejamento financeiro, como também te mantém perto dos seus sonhos e te mantém motivado, à medida que eles ficam mais perto de serem realizados.

Se reeduque financeiramente:

Aquele café da manhã na padaria perto do trabalho nem sempre é essencial, apesar de delicioso. Este pequeno hábito pode influenciar muito em momentos apertados. Se manter longe do vermelho muitas vezes é sinônimo de sacrificar pequenos hábitos a fim de um objetivo maior, como foi dito no tópico acima. Quando se tem objetivos claros, fica mais fácil para se abdicar de alguns hábitos poucos saudáveis financeiramente. Outros exemplos são compras por impulso, assinaturas de jornais, revistas ou serviços que nem sempre são essenciais. Cortando esses hábitos, você estará economizando tempo e dinheiro. Quem sabe não dará até para ler aquele livro que você nunca terminou?

Reestruture seus contratos:

Costumamos pesquisar antes de adquirir um serviço, mas esta atenção deve ser mantida mesmo após a contratação, pois serviços como TV por assinatura, planos de telefonia fixa e móvel, internet, tarifas bancárias, anuidades de cartões de crédito, podem deixar de serem vantajosas após algum tempo. A solução é rever estes contratos com frequência e não ser extremamente fiel a prestadores de serviço, uma mudança simples pode te trazer economia e te fazer descobrir melhores serviços.

Fuja do desperdício:

Categorize suas despesas e as classifique de acordo com sua situação, a fim de evitar o desperdício. Por exemplo:

Necessidades básicas: Despesas básicas como moradia, contas, alimentação, medicamentos, planos de saúde.

Bem-estar: Despesas de estilo de vida, mas que podem ser reduzidas ou cortadas, por mais difícil que isto seja. Um exemplo clássico é transporte, o conforto de seu carro ou de um táxi pode ser trocado pelo transporte público, ou até pela bicicleta. Deve-se avaliar o custo-benefício do seu conforto nestes momentos.

Mimos: Aquela tarde de compras no shopping, o almoço e jantar em restaurantes. Despesas ocasionais e que nos dão muito prazer, porém não são essenciais e podem ser cortadas ou reduzidas.

Desperdício: Aqui entram as situações onde simplesmente cortamos desperdício de dinheiro. Como a TV por assinatura com 500 canais, sendo que você só assiste 10. Ou aquela matrícula na academia que você não frequenta. Tudo isso pode ser cortado de uma vez, pois não afeta seu estilo de vida.

Não vá além do que o seu salário permite:

Quem nunca gastou mais do que deveria no cartão de crédito ou em compras por impulso? O atrativo das compras parceladas pode se tornar uma armadilha caso você não saiba administrar suas faturas. Deve-se usar metade da sua renda para cobrir despesas fixas e separar uma quantia (Entre 20 e 30% do seu salário líquido) para lazer e gastos do dia-a-dia. O resto deve ser poupado, garantindo sempre uma vida confortável.